Notícias

Corpo de Bombeiros participa de reunião do Comitê da Amazônia Legal em Cuiabá

09/02/2018 - Nara Moura/Governo do Tocantins

Bombeiros militares de oito estados brasileiros que integram a Amazônia Legal (apenas Roraima não pôde comparecer), entre eles o Tocantins, participam, nesta semana, da primeira reunião técnica de assessores do Comitê de Proteção da Amazônia Legal (Copal), em Cuiabá (MT). O evente tem o objetivo elaborar as diretrizes de integração de estratégias de combate a incêndios florestais na Amazônia Legal, ocorrendo desde a terça-feira, 6, e prosseguindo até o sábado, 10.

Palestrante no encontro, o tenente-coronel do Corpo de Bombeiros Militar do Tocantins (CBMTO), superintendente da Defesa Civil, no Estado e subchefe do Estado Maior, Peterson Queiroz de Ornelas, destacou a estrutura e os objetivos do Comitê. “O nosso principal objetivo é a integração entre os Corpos de Bombeiros da Amazônia Legal e a proteção dessa região”, destacou.

Na oportunidade, os assessores trabalharam nos projetos que serão apresentados ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para a obtenção de recursos visando preparar e estruturar ainda mais os Corpos de Bombeiros no tocante a prevenção e combate aos incêndios florestais.

Nesta sexta-feira, 9, a reunião contou com a presença do diretor do Departamento de Florestas e de Combate ao Desmatamento, do Ministério do Meio Ambiente, Jair Schmitt, que explicou, aos participantes, a dinâmica necessária para essa integração das corporações e destacou a importância da criação do comitê para a obtenção dos recursos necessários à proteção da Amazônia Legal.  

 Copal

Criado em 2008, o Comitê de Proteção da Amazônia Legal tem como finalidade a busca pela integração dos organismos federais, estaduais, municipais, privados e Organizações não Governamentais (ONGs) para o melhor emprego, compartilhamento e otimização de recursos em prol da segurança ambiental da Amazônia.

Além das atividades de coordenação, execução, monitoramento e preservação do Bioma Amazônico, o Copal tem como meta o fortalecimento dos Corpos de Bombeiros Militares da Amazônia Legal no que diz respeito à aplicação de recursos humanos, equipamentos de combate a incêndios florestais, logística e mobilização de militares para o desempenho das missões.

Amazônia Legal

Com uma extensão territorial de aproximadamente 5.217.423 km², cerca de 60% do território brasileiro, a Amazônia Legal é formada pelos estados brasileiros que abrangem a área da região da Floresta Amazônica: Acre, Amapá, Pará, Amazonas, Rondônia, Roraima e parte dos estados do Mato Grosso, Tocantins e Maranhão. Criada pela 1.806, ainda em 1953, com o principal objetivo é promover e planejar o desenvolvimento da região.

Desmatamento

Dados do Sistema de Alerta do Desmatamento (SAD) detectaram, em setembro de 2016, 387 km² de desmatamento na Amazônia Legal. Isso representou um aumento de 69% em relação ao mesmo período de 2015 quando o desmatamento somou 229 km². Em setembro de 2016, o desmatamento ocorreu no Mato Grosso (42%), no Pará (25%), na Rondônia (16%), no Amazonas (15%) e no Tocantins (1%).

Compartilhe esta notícia