Notícias

Ações do Governo levam desenvolvimento para a região sudeste do Tocantins

18/01/2018 - Jesuino Santana Jr/Governo do Tocantins

O sudeste do Tocantins tem sido uma das regiões do Estado que tem recebido mais atenção do Executivo estadual desde o início da gestão do governador Marcelo Miranda. Diversas ações foram realizadas buscando levar desenvolvimento e qualidade de vida aos moradores. No ano de 2017, por exemplo, o Governo finalizou o Água para Todos, um dos maiores programas de combate à seca já realizado no Estado. Mas as ações não pararam por aí, atividades nas áreas da Saúde, Infraestrutura, Segurança Pública, Agricultura e Turismo também foram levadas para diversos municípios da região.

“Enquanto muitos ficam querendo tirar proveito político das dificuldades e peculiaridades que a região sudeste do Estado possui, nós temos trabalhado diariamente para resolver os problemas, levar desenvolvimento e melhorar a vida de todos os cidadãos tocantinenses. Nosso Governo não está parado e nem de braços cruzados. Mesmo diante da crise econômica e política que o país passou nos últimos dois anos, nós temos seguido trabalhando e honrando nossos compromissos com a população”, enfatizou o governador Marcelo Miranda.

Combate à Seca

Dois programas executados pelo Governo do Tocantins levaram dias melhores para os moradores de uma região castigada pela forte seca em grande parte do ano. Em 2017, a Agência Tocantinense de Saneamento (ATS) concluiu a entrega das 11.000 cisternas do Água para Todos, compostas por reservatório de 16 mil litros de água, casa abrigo e sistema de bombeamento. A ação beneficiou cerca de 60 mil pessoas residentes em áreas rurais, em 27 municípios da região sudeste do Estado, com um investimento de R$ R$ 75.142.678,00 milhões.

“Saímos de 1.400 cisternas instaladas em janeiro de 2015, quando o governador Marcelo Miranda assumiu a gestão do governo, para 11 mil. Vale lembrar, que quando nós assumimos o programa, existia já uma determinação do Ministério da Integração Nacional para finalizar o contrato em face da má gestão do governo anterior. Foi graças à credibilidade do governador com o governo federal que conseguimos não só continuar o programa, mas concluí-lo”, ressaltou o presidente da ATS, Eder Fernandes.

A moradora de Nova Fazenda, situada no município de Natividade, Valdinéia Pinto de Alexandria Santos, relatou como a vida da sua família mudou depois da instalação da cisterna. “Aqui na fazenda moram seis pessoas e depois que o Governo instalou a cisterna vivemos com mais qualidade. Com ela, garantimos água para as nossas necessidades diárias”, contou.

Ainda dentro do programa Água para Todos, a ATS continua a execução do convênio com o governado federal, construindo 135 pequenas barragens em 27 municípios da região sudeste, e perfurando poços dos Sistemas Coletivos de Abastecimento de Água (SCAA).

Com o projeto Barraginhas, executado pela Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh), a vida dos produtores rurais também melhorou, já que eles conseguem captar a água do período chuvoso para ser usada no período de grande estiagem. Em 2017, foram construídas 1.782 pequenas barragens, que foram somadas as 3.564 totais entregues nos 17 municípios atendidos no ano de 2016. O investimento total do projeto foi de aproximadamente R$ 2 milhões, oriundos do Fundo Estadual de Recursos Hídricos.

A proprietária de uma chácara no município de Dianópolis, Maria das Dores Félix de Paiva, é uma das beneficiárias do projeto. “Melhorou demais depois que o Governo construiu essa barraginha aqui na nossa terra. Agora temos a tranquilidade de saber que mesmo em um período de seca a gente será capaz de manter uma vida digna, alimentar o nosso gado e cuidar da nossa horta”, disse.

O Governo também executou ações de caráter emergencial de combate à seca na região sudeste com a perfuração de Poços Tubulares Profundos e com a operação caminhão-pipa, que abastece com água potável comunidades rurais castigadas com a severa seca.

Nesta terça-feira, 16, a governadora em exercício, Claudia Lelis, foi recebida pelo ministro do Meio Ambiente, Sarney Filho, e reivindicou a inclusão do Tocantins nos diversos projetos do ministério para os quais o Estado tem grande potencial para aproveitamento eficiente dos recursos, dentre eles, apoio nas obras de infraestrutura hídrica na região sudeste do Tocantins.

Infraestrutura

Diversas rodovias da região sudeste do Estado foram reconstruídas ou restauradas pelo Governo do Tocantins, por meio da 1ª Etapa do Contrato de Restauração e Manutenção de Rodovias (Crema) do Programa de Desenvolvimento Regional Integrado e Sustentável (Pdris). Em março do ano passado, o governador Marcelo Miranda inaugurou a obra da TO-050, trecho de Príncipe, que liga Natividade a Conceição do Tocantins. A extensão foi de 51,61 quilômetros e o valor investido foi de R$ 11,9 milhões.

Outro trecho inaugurado pelo Governo do Tocantins na região sudeste, foi o da TO-050, que liga Conceição do Tocantins a Arraias, com extensão de 104,97 km e investimento de R$ 24,3 milhões. Também foi inaugurado o trecho da TO-050, que liga Arraias a Divisa TO/GO, com extensão de 15,5 km e investimento de R$ 3,5 milhões.

Já no mês de dezembro de 2017, o governador Marcelo Miranda inaugurou o trecho da TO-280, que liga o município de Natividade a São Valério, com extensão de 65,09 km e investimento de mais de R$ 12 milhões. Também foi entregue o trecho da TO-280 que liga São Valério ao entroncamento da BR-242, no Trevo de Paranã, com extensão de 32,07 km e valor investido de mais de R$ 5,9 milhões.

Com a 2ª Etapa do Crema, está previsto a reabilitação e manutenção de mais 284,8 km de rodovias na região sudeste. São elas: TO-040 - trecho Dianópolis/Novo Jardim (extensão de 33,2 km); Novo Jardim/Divisa TO-BA (extensão de 37 km); TO-110 - Divisa TO-BA (Garganta)/Entroncamento TO-040 (Dianópolis) - (extensão de 57 km); Ponte Alta do Bom Jesus/Entroncamento BR-142 (Taguatinga) - (extensão de 35,5 km); Taguatinga/Aurora (extensão de 44 km); Aurora/Lavandeira (15,6 km); Lavandeira/Combinado (extensão de 6,5 km); Combinado/Novo Alegre (extensão de 10,3 km); Novo Alegre/Divisa TO-GO (extensão de 6,6 km); e acesso do entroncamento TO-110/Azuis (extensão de 1,1 km). 

Agricultura

Inaugurado há nove anos, o Projeto de Irrigação Manuel Alves, localizado em Dianópolis, comemora o processo de expansão e investimentos objetivando a autogestão e a satisfação de produtores de frutas e alimentos para o consumo local e a exportação. Ainda no início deste ano, o Governo irá investir R$ 22 milhões em obras complementares à infraestrutura e aquisição de equipamentos para irrigação, além da publicação de processo licitatório para 30 novos lotes.

O Manuel Alves é considerado um dos mais novos grandes projetos de irrigação, com participação do poder público no Brasil. Com 199 lotes irrigados para pequenos e outros 14 para médios e grandes produtores, o Governo do Tocantins está realizando obras estruturais no projeto, como implantação da rede de drenagem; construção da cerca do perímetro; edificação do centro administrativo com alojamentos e guarita; além da aquisição de equipamentos de irrigação e preparo dos 30 novos lotes que serão licitados em breve.

Além do Manuel Alves, o Governo do Tocantins também está presente na região sudeste apoiando aos produtores da agricultura familiar com ações coordenadas por meio do Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins (Ruraltins) e da Secretaria de Estado do Desenvolvimento da Agricultura e Pecuária (Seagro).

Compartilhe esta notícia