Notícias

Primerio dia de formação é encerrado com entrega de kits laboratoriais às 12 Escolas Jovem em Ação

11/01/2018 - Philipe Bastos/Governo do Tocantins

O primeiro dia de formação para os gestores das escolas estaduais de tempo integral foi encerrado com a entrega dos kits laboratoriais às 12 unidades de ensino conhecidas como Escolas Jovem em Ação. A formação tem como objetivo capacitar os diretores, coordenadores pedagógicos, administrativos e financeiros das unidades educacionais que já oferecem o modelo educacional diferenciado das Escolas Jovem em Ação no ensino médio, mais as 24 escolas de tempo integral que ofertam o ensino fundamental em tempo integral.

Ao encerrar o primeiro dia de formação, a secretária de Estado da Educação, Juventude e Esportes, professora Wanessa Zavarese Sechim, destacou o empenho das equipes gestoras das escolas de tempo integral. O modelo adotado para as 12 escolas de ensino médio tem como diferencial os componentes curriculares da parte diversificada: estudo orientado, projeto de vida e disciplinas eletivas.

A gestora da Seduc lembrou as dificuldades enfrentadas pelas unidades de ensino que aderiram a esse modelo diferenciado de aprendizagem. Para a professora, passado esse primeiro momento de implementação do novo formato de ensino, o ano de 2018 será de fortalecimento dessas escolas e da aprendizagem dos alunos.

“Sabemos que muitas são as dificuldades enfrentadas por todos nesse primeiro ano de implementação das escolas Jovem em Ação. Mas, por conta de todo o empenho das equipes das escolas, e da nossa equipe de implantação das Escolas Jovem em Ação, conseguimos nos tornar referência nacional no programa”, completou.

Kits

Os kits laboratoriais entregues aos diretores das 12 Escolas Jovem em Ação contam com uma série de equipamentos que irão compor laboratórios de matemática, física, química e biologia. Ao todo, foram investidos cerca de R$ 90 mil nos kits, com recursos do governo federal. São equipamentos como balanças de precisão, kits Arduinos (de programação robótica), componentes químicos, aferidores de pressão arterial, medidores de ph, entre outros.

“Esses kits são fundamentais para as aulas práticas que são muito importantes e muito bem avaliadas pelos nossos alunos”, pontuou a professora Wanessa Sechim.

As escolas que receberam kits foram: Centro de Ensino Médio (CEM) Rui Barbosa, CEM Benjamin José de Almeida e CEM Paulo Freire, de Araguaína; CEM Joana Batista, de Arraias; CEM Castelo Branco, de Colinas; CEM Antônio Póvoa, de Dianópolis; CEM Oquerlina Torres, de Guaraí; CEM Bom Jesus, de Gurupi; CEM Dona Filomena, de Miracema; Colégio da Polícia Militar e Colégio Estadual Madre Belém, de Palmas; e CEM Darcy Marinho, de Tocantinópolis.

“Esse kit vai, com certeza, fortalecer o trabalho dos nossos professores, pois eles participaram da formação da Stem Brasil e vão poder colocar em prática o que aprenderam. Para os alunos, os laboratórios completos ajudarão muito na compreensão prática do que eles já aprenderam em teoria”, destacou a diretora do CEM Darcy Marinho, Suelene Gomes Silva.

Para a diretora do Colégio Estadual Madre Belém, de Palmas, com os kits as aulas práticas, que já eram realizadas na unidade de ensino, ficarão ainda mais completas. “Os nossos alunos participaram de uma formação em robótica e esses kits Arduinos vão ajudá-los muito a praticar o que aprenderam. Tenho certeza que nossos laboratórios ajudam a termos aulas ainda mais atraentes para os nossos alunos”, completou Márcia Cristina Mota Brasileiro.

Compartilhe esta notícia