Notícias

Escola Tocantinense do SUS é a primeira do Brasil a lançar manual de normalização de trabalhos científicos

12/09/2017 - Camilla Negre/Governo do Tocantins

Muitos pesquisadores encontram certa dificuldade quando precisam padronizar um trabalho científico segundo as normas reguladoras da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), tanto pela dificuldade de leitura dos manuais existentes quanto pela aplicabilidade deles. Pensando em facilitar esse processo, o bibliotecário da Escola Tocantinense do Sistema Único de Saúde (Etsus), Marcelo Diniz, elaborou o Manual de Normalização de Projetos, Artigos e Monografias da instituição, que foi lançado oficialmente nesta terça-feira, 12, e fez com que Etsus se tornasse a primeira Escola Técnica do SUS do Brasil a lançar um manual de normalização da ABNT.

Para a coordenadora da Secretaria Técnica e Executiva da Rede Brasileira de Escolas de Saúde Pública, Rosa Sousa, esse material vai ser útil no Tocantins e no Brasil inteiro. “Eu coordeno uma rede de escolas com 49 instituições formadoras em todo território nacional, imagina a potencialidade de um trabalho como esse para a formação de trabalhos científicos. Essa era uma lacuna que tínhamos. É um pioneirismo que vai ganhar maiores espaços”, ressaltou.

O secretário de Estado da Saúde, Marcos Musafir, parabenizou pela iniciativa e reafirmou que o manual é uma referência para o Brasil. “É uma vitória. Ele vai abrir portas para muitas pessoas publicarem seus trabalhos científicos e colocarem o Tocantins ainda mais no mapa científico. Os capítulos são didáticos, contendo muitas orientações extremamente importantes. O Brasil vai agradecer ao Tocantins por esse trabalho espetacular”, disse.

O manual 

O manual é composto por 11 capítulos com mais de 60 imagens ilustrativas dos elementos exigidos em projetos, artigos e monografias em geral, alinhadas às regras da ABNT. A obra será disponibilizada em formato digital no endereço eletrônico http://saude.to.gov.br/gestao-profissional/etsus/, com acesso livre a todos que necessitam utilizar suas orientações.

Uma das características fundamentais do manual é a leitura fácil e intuitiva. A responsável técnica pelo Núcleo de Educação Permanente da Hemorrede Tocantins, Genine Barros, destacou o quanto isso ajuda quando um trabalho científico é elaborado. “Esse manual é importante porque facilita e qualifica nossos processos de trabalho, tanto na elaboração de projetos como na organização das referências. Ele é de grande valia, porque é um instrumento de fácil leitura, fácil manuseio e links rápidos para construir o projeto”, disse.

O bibliotecário Marcelo Diniz disse ter ficado satisfeito, já que o objetivo do trabalho foi alcançado. “O intuito era trazer um conteúdo de leitura simples, porque a maioria dos manuais que encontramos na internet é igual. Nesse manual, são ilustrados projetos, artigos e monografias e são disponibilizados os modelos prontos para os pesquisadores só alterarem e adequarem ao seu trabalho. O manual será sempre atualizado quando possível, em outras edições”.

Marcelo Diniz é bibliotecário na Escola Tocantinense do SUS Dr Gismar Gomes, especialista em docência do ensino superior e membro do Comitê Brasileiro de Informação e Documentação da ABNT. Ele já atuou em bibliotecas universitárias, públicas e especializadas. Tem larga experiência em normalização de trabalhos acadêmicos e pesquisa em base de dados.

Política de Desenvolvimento de Coleções da Biblioteca

Ainda nesta terça-feira, 12, ocorreu o lançamento da Política de Desenvolvimento de Coleções da Biblioteca da Etsus. “É o instrumento de trabalho que gerencia o planejamento do acervo da biblioteca, desde a seleção, manutenção e os possíveis descartes do acervo”, ressaltou a diretora da Etsus, Laudecy do Carmo.

Compartilhe esta notícia