Notícias

Proprietários rurais de Taguatinga recebem atendimento gratuito para o Cadastro Ambiental Rural

11/08/2017 - Suene Moraes/Governo do Tocantins

O Governo do Tocantins, por meio da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh) vai realizar, gratuitamente, no município de Taguatinga, o atendimento aos proprietários rurais de até 320 hectares, com o objetivo de regularizar os imóveis no Cadastro Ambiental Rural (CAR). As inscrições ocorrem a partir desta segunda-feira, 14, e seguem até o dia 18, na sede da Prefeitura de Taguatinga. Porém, a equipe de mobilização já está na cidade com objetivo de garantir o maior número de adesões.

A ação na cidade é um projeto-piloto realizado pelas empresas contratadas, via licitação. No primeiro semestre, a Semarh identificou que as atividades iniciais do consórcio em campo não estavam atingindo o público-alvo, o que resultou em uma adesão lenta ao CAR.

O diretor de Instrumentos de Gestão Ambiental, Rubens Brito, informou que novas metodologias serão realizadas. “O levantamento será em campo para reconhecer quais fatores estão ocasionando a baixa adesão, além de levar mais informações diretamente ao proprietário rural”, esclareceu.

Devido às atividades anteriores executadas pelo órgão ambiental estadual, Rubens Brito explicou que a Semarh estará mais presente nas atuais intervenções para garantir mais credibilidade e segurança aos proprietários ou posseiros rurais. “O cadastramento consiste em realizar a coleta de informações sobre a propriedade, que devem ser passadas voluntariamente pelo proprietário ou posseiro”, afirmou o diretor.

Até o momento, o projeto Cadastro Ambiental Rural (CAR)/Tocantins Legal já contabiliza 62,20%  de cadastros validados pelo registro eletrônico no Sistema de Informação para a Gestão do CAR (SIGCAR). O total de área castrada é de 15.014.392,84 hectares.

CAR

Os produtores rurais podem realizar o CAR sem penalidades até o dia 31 de dezembro. O cadastramento é um registro eletrônico obrigatório para todos os imóveis rurais, que visa para uma base de dados estratégica para o controle, o monitoramento e o combate ao desmatamento das florestas e da vegetação nativa do Brasil.

O Consórcio Capim Dourado, contratado pelo Governo do Estado para a realização do CAR em 127 municípios do Tocantins, tem um investimento na casa de R$ 6 milhões, valor oriundo do Fundo Amazônia, gerido pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). O foco é atender os proprietários de até quatro módulos fiscais (320 hectares) com a inscrição no cadastro, além de esclarecer dúvidas e buscar coordenadas geográficas das propriedades.

Compartilhe esta notícia