Notícias

Tocantins começa a usar metodologias dos programas educacionais do Instituto Ayrton Senna

20/04/2017 - Josélia de Lima/Governo do Tocantins

Após uma formação de três dias, realizada em Palmas, para os professores e técnicos que irão trabalhar com os programas educacionais Se Liga, Acelera Brasil e Circuito Campeão, do Instituto Ayrton Senna (IAS), os participantes retornarão aos seus municípios e escolas com muitas ideias, materiais e o compromisso de trabalhar para melhorar a educação no Tocantins.

É o caso da educadora Socorro Wilma Patrício Pacheco, coordenadora-geral pedagógica da Secretaria Municipal de Sítio Novo. Ela explicou que na época que o Estado tinha uma parceria com o IAS, os indicadores educacionais eram melhores. “Nós acreditamos nesses programas, nos resultados que poderemos alcançar. Podemos fazer a diferença. Buscamos essa parceria porque acreditamos que os municípios devem andar junto com o Estado, na busca de melhorar sempre os resultados educacionais”, frisou.

Socorro participou da formação com a colega Maria Aparecida Pereira Sales. Nesta segunda-feira, 24, elas irão reunir a equipe pedagógica para traçar uma agenda de trabalhos, interligando as atividades dos programas do Instituto com outras que estão sendo desenvolvidas pela Secretaria Municipal, como o Programa Nacional de Alfabetização na Idade Certa (Pnaic). “Vamos compartilhar com os nossos professores essas metodologias, e, acredito que eles terão uma nova postura e desenvolverão um novo perfil para atender com mais qualidade os nossos alunos”, frisou.

A professora Sonia Pinto de Oliveira, residente em Conceição do Tocantins e que leciona na Escola Municipal Isabel Costa, contou que trabalhou em todas as séries da alfabetização e veio para a formação com receio de não conseguir atuar com eficiência nos programas. “Retorno renovada, sei que terei mais tarefas, mas estamos animadas com essa nova metodologia de ensino. Também ressalto que, como profissional, aprendemos mais e estamos com mais entusiasmo para ministrar nossas aulas”, disse.

A educadora Ana Valéria Rezende Póvoa Parente, assessora de Apoio aos Municípios da Diretoria Regional de Educação de Dianópolis, que está atuando como mediadora dos programas do Instituto Ayrton Senna, contou que é uma entusiasmada pelos programas. “Sou defensora da parceria com o IAS porque, quando trabalhávamos com os programas Se Liga, Acelera e Circuito Campeão, os resultados na educação eram melhores. Com eles, os professores têm um norte, têm orientações, têm metas a cumprir e acredito que isso vai proporcionar mais êxito no ensino e na aprendizagem”, afirmou.

Formação

A educadora Lylla Barreira Nunes Parente, supervisora na Diretoria Regional de Educação de Porto Nacional, uma das formadoras na capacitação, falou que os professores estão motivados em participar desses programas. “Essa formação foi muito boa, fiquei surpresa com o desempenho dos professores, eles contribuíram com ótimas sugestões. Destaco o material do Instituto Ayrton Senna, destinado ao aluno e ao professor, este é detalhado e também um excelente apoio para as aulas. Percebi que todos os participantes estavam com vontade de aprender e pedem esse acompanhamento da Secretaria da Educação, Juventude e Esportes”, comentou Lylla.

A coordenadora Estadual dos Programas do Instituto Ayrton Senna, Simone Pacini, explicou que, na formação, os professores analisaram as metodologias de ensino dos programas e participaram de um treinamento sobre o Sistema de Monitoramento. Por meio desse sistema, será possível acompanhar os avanços e as ações das turmas que irão trabalhar com as metodologias do Se Liga e do Acelera.

Simone, que já trabalhou com o IAS anteriormente, acredita que os programas representam uma ferramenta que promove uma nova dinâmica na educação do Tocantins. “Os programas trouxeram uma forma de trabalhar tão produtiva, que mesmo com o fim da parceria do Estado com o Instituto Ayrton Senna, em 2009, a equipe da Diretoria Regional de Educação de Araguaína continuou utilizando, por conta própria, os materiais e as metodologias dos programas. Estamos confiantes que o aluno aprendendo mais, se sentirá mais motivado para continuar estudando”, esclareceu.

O programa Se Liga tem o objetivo de atuar na alfabetização, principalmente, dos alunos que estejam com distorção na aprendizagem. O Acelera Brasil tem a função de ajudar na eliminação da defasagem idade do aluno e o ano por ele cursado, e o Circuito Campeão propõe o gerenciamento da aprendizagem dos alunos.

Com os programas, o Governo do Estado vai atender 12 mil alunos de 131 escolas da rede estadual de ensino e 35 mil alunos de 156 escolas municipais. Ao todo, 56 municípios aderiram à parceria com o Instituto Ayrton Senna.

Compartilhe esta notícia