Notícias

Nova ponte facilita acesso ao povoado conhecido pelo artesanato com Capim Dourado

20/03/2017 - Wherbert Araújo / Governo do Tocantins

Com o apoio do Poder Público, da iniciativa privada e da sociedade civil, a ponte sobre o Rio Sono, no povoado do Mumbuca, comunidade tradicional quilombola localizada a 36 km de Mateiros, região do Jalapão, foi entregue neste sábado,18.

A obra foi realizada com apoio do Governo do Estado, por meio da Agência Tocantinense de Transportes e Obras (Ageto), em parceria com a Prefeitura Municipal de Mateiros, a Associação dos Artesãos e Extrativistas do Povoado de Mumbuca, empresários e demais colaboradores.

Destruída após um incêndio ocorrido em agosto de 2016, a estrutura de madeira teve avarias que impossibilitavam o tráfego e o acesso de veículos ao povoado, o que causou transtornos aos moradores, impedindo o acesso dos turistas naquele povoado. Segundo o superintendente de Operação e Conservação Rodoviária da Ageto, Gilvamar Moreira de Sousa, foram investidos cerca de R$ 150 mil na reconstrução da ponte. “Contamos também com o apoio da Sipav Construção e Incorporação, que montou as vigas de concreto. Foi um grande trabalho conjunto com apoio do Poder Público, da iniciativa privada e da sociedade civil”, afirmou.

Para o prefeito de Mateiros, João Martins, a entrega da ponte reflete um esforço coletivo em prol do povoado do Mumbuca. “Logo depois da nossa vitória nas eleições do ano passado, já começamos a discutir a reconstrução da ponte. No início deste ano, realizamos as mobilizações necessárias, contamos com apoio do governador Marcelo Miranda e, felizmente, em pouco mais de dois meses, conseguimos entregar esta obra que é a realização de um sonho. O povoado do Mumbuca é internacionalmente conhecido e não poderia permanecer neste isolamento”, afirmou.

Recomeços

Para o presidente da associação de moradores do Povoado Mumbuca, Edivan Ribeiro Gomes, além do impedimento do tráfego de turistas e do enfraquecimento da economia dos moradores, as aulas foram interrompidas e os alunos foram prejudicados. “O incêndio deixou o Mumbuca e outras quatro comunidades quilombolas isoladas durante oito meses. Estávamos perdendo vendas de artesanato, as pessoas atravessavam o rio com compras de supermercado nas mãos e outras, inclusive, correndo o risco de sofrer um acidente”, afirmou.

“No passado, nosso povo teve que atravessar o rio com balsa de buriti. Depois, veio a ponte de madeira e quando a gente menos esperava, perdemos a ponte e voltamos ao tempo em que a gente tinha que atravessar o rio a nado. Isso foi muito triste, mas graças a Deus agora estamos com uma ponte nova”, ressaltou a líder comunitária Noemi Ribeiro da Silva, também conhecida como doutora, filha da saudosa matriarca Dona Miúda.

Ponte

Com a inauguração da ponte, o Governo do Tocantins reintegra a comunidade Mumbuca ao mundo e possibilita o desenvolvimento da região, por meio do turismo e do empreendedorismo, gerando, assim, divisas para os moradores da região. A nova ponte demorou quatro semanas para ser concluída, contando com o apoio de 15 trabalhadores, sete equipamentos de construção civil e veículos. A estrutura é composta por oito vigas pré-moldadas. Na construção, foram utilizados 280 sacos de cimento, 32 metros cúbicos de areia lavada e vários metros de ferragem. A obra facilitará o acesso de automóveis e pedestres à comunidade que ficou conhecida nacionalmente e internacionalmente pela produção do artesanato com Capim Dourado.   

-- 

Compartilhe esta notícia