Notícias

Escola Jovem em Ação atenderá 12 unidades educacionais no Tocantins

17/03/2017 - Philipe Bastos / Governo do Tocantins

Um importante passo para a consolidação da nova proposta pedagógica da educação tocantinense foi dado na tarde dessa quinta-feira, 16, com o lançamento do Programa de Fomento à Implementação de Escolas de Ensino Médio em Tempo Integral, denominado no Tocantins de Programa Escola Jovem em Ação. A solenidade de assinatura do termo de cooperação técnica foi realizada no Colégio da Polícia Militar (CPM) e contou com a presença do governador Marcelo Miranda; da secretária de Estado da Educação, Juventude e Esportes, professora Wanessa Zavarese Sechim; e dos representantes das instituições que são parceiras do Estado no Programa.

Neste primeiro momento, a Escola Jovem em Ação será levada a 12 unidades educacionais do Tocantins, divididas em nove municípios-sede de Diretorias Regionais de Educação (DRE). O piloto do programa será implementado em Palmas, Araguaína, Gurupi, Guaraí, Miracema, Tocantinópolis, Dianópolis, Colinas e Arraias. As aulas inaugurais em todas essas unidades escolares que receberão o programa estão previstas para a próxima segunda-feira, 20.

Com o programa, além do aumento da oferta de educação em tempo integral com o repasse de recursos específicos para a implementação, os currículos escolares serão adaptados para que os alunos possam escolher, com base em suas experiências e sonhos para o futuro, as áreas de conhecimento que são prioritárias em sua rotina escolar. O currículo nessas escolas será constituído por componentes curriculares do Núcleo Comum e da Parte Diversificada, que interagem de forma interdisciplinar.

Em seu pronunciamento, a professora Wanessa Zavarese Sechim reforçou a importância do Programa dentro das políticas públicas estaduais voltadas para a educação. Para a secretária, o objetivo é colocar o Tocantins como uma referência em educação em tempo integral. “Desde que começamos esta jornada, em junho do ano passado, nosso compromisso com a educação é maior do que os desafios de repasse de recursos e adequações estruturais. Queremos ser referência em educação em tempo integral no Brasil”, destacou.

Para isso, o primeiro passo, conforme a gestora, foi a qualificação profissional dos educadores e técnicos das escolas que serão atendidas com a Escola Jovem em Ação. Ao todo, mais de 300 servidores passam pelas formações oferecidas pelas instituições parceiras em conjunto com a Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esportes (Seduc). “Não podemos almejar o sucesso nesse projeto sem a qualificação, sem a formação desses educadores que estão planejando, pensando formas de trabalhar o protagonismo juvenil, projetando para receber os nossos alunos a partir da próxima segunda-feira, pois o foco do processo ensino-aprendizagem é o aluno e é nessa relação professor-aluno que acontece a educação”, destacou.

O governador Marcelo Miranda ressaltou que o projeto traz a certeza de que o Tocantins está preparando seus alunos para as demandas do mundo moderno. “O Tocantins segue a proposta pedagógica nacional, adotando novas diretrizes que nos tornam mais próximos aos nossos jovens. Com a assinatura deste acordo, essas entidades parceiras irão nos auxiliar a implantar um novo modelo de ensino em tempo integral”, pontuou.

Falando em nome das três instituições que atuam sem nenhum custo para o Estado e estão junto com o Governo do Tocantins na implantação do projeto – Instituto de Corresponsabilidade pela Educação (ICE), Instituto Sonho Grande e Instituto Natura - David Saad, diretor-presidente do Instituto Natura, destacou a iniciativa em promover uma melhoria na aprendizagem e na implementação da educação em tempo integral no Brasil.

“Há algum tempo essas três instituições se uniram e tinham um sonho em ver todas as escolas que oferecessem mais do que excelência em ensino. Que fossem espaços onde o jovem gostasse de estar, onde ele tivesse seus interesses e onde ele fosse protagonista. O Estado do Tocantins também nos mostrou essa mesma crença, esse mesmo sonho. Essas 12 escolas são só o começo”, complementou.

Recepção

Para recepcionar todos os estudantes no primeiro dia de aula da Escola Jovem em Ação, ex-alunos de escolas pioneiras em educação de tempo integral estarão presentes nas 12 unidades educacionais atendidas pelo programa. Ao todo, 20 alunos de Goiás e 56 de Pernambuco darão as boas vindas aos alunos tocantinenses.

“Fui aluno na primeira escola em tempo integral no Brasil. A escola nos ensina mais do que as competências básicas como Língua Portuguesa e Matemática. Ela instiga que você possa ser o que quiser”, destacou Juan Camilo da Silva, ex-aluno da Escola Referência em Ensino Médio Ginásio Pernambucano, de Recife, e que atualmente é aluno de mestrado na Universidade de Brasília (UnB).

Compartilhe esta notícia