Notícias

Agricultores iniciam plantio oficial da safra 2017/18 no Tocantins

14/11/2017 - Elmiro de Deus/Governo do Tocantins

Mesmo com o início tardio das chuvas, as expectativas dos agricultores para produção da próxima safra no Tocantins são otimistas. A vice-governadora Claudia Lelis, acompanhada do gestor da Secretaria de Estado do Desenvolvimento da Agricultura e Pecuária, Clemente Barros, produtores, profissionais agrícolas e autoridades fizeram a abertura oficial para o plantio da safra de grãos 2017/2018. A expectativa é de ultrapassar 4,6 milhões de toneladas de grãos. O evento ocorreu na manhã dessa segunda-feira, 13, na Fazenda Conquista, município de Alvorada do Tocantins, região sul do Estado.

Em seu discurso, o secretário Clemente Barros frisou o potencial econômico do agronegócio no Tocantins, comparado o crescimento nos últimos dez anos. “A produção de grãos avança cada vez mais, liderada pela soja, seguido pelo milho e pelo arroz. Em 2007, foram exportados 150 milhões de dólares; já em 2017, esse montante ultrapassou a casa dos 885 milhões, uma movimentação financeira positiva para o Estado evidenciando ainda mais a importância do agronegócio para o Tocantins. E, só no primeiro trimestre deste ano, as exportações cresceram em torno de 43%”, argumentou.

Clemente Barros lembrou ainda sobre a expectativa de crescimento do milho safrinha nos últimos anos. “A produção do milho safrinha é uma cultura em expansão. A tendência é aumentar a área de produção. Em 2013, foram plantados 40 mil hectares, já em 2017, foram cerca de 154 mil hectares”, reforçou.

Chuvas

O especialista em meteorologia do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), na palestra Perspectivas Climáticas para o Estado do Tocantins, explicou sobre as previsões otimistas para o regime pluviométrico no Tocantins durante o período de safra. “Apesar das chuvas tardias, as previsões são boas para os próximos meses. As águas do pacífico equatorial estão mais frias em virtude do fenômeno La Niña, com isso, as chuvas para a região Norte devem ser mais regulares, entretanto, o produtor deve estar atento e monitorar constantemente as previsões climáticas, a fim de evitar prejuízos em suas lavouras”, explicou.

Produtor

Rudimar Borghetti, produtor do município de Alvorada, cultiva soja há anos, em uma área de 1.300 hectares. Ele iniciou o plantio com boas expectativas. “Iniciamos a plantar tarde, mas, agora, acreditamos que a chuva vai continuar. Segundo os especialistas, as previsões são as melhores, e nunca podemos deixar de seguir o que as orientações meteorológicas apontam”, disse.

O proprietário da Fazenda Conquista, José Alexandre Salmazio, produtor há 15 anos, pretende cultivar a mesma área de 3.800 hectares de soja. “Estou plantando no limite máximo de produção. E, agora que as chuvas começaram, quero plantar, acreditando EM uma colheita com alta produtividade”, ressaltou.

O produtor de gado de corte e soja, no município de Figueirópolis, Horácio Alves Pereira, também espera colher uma ótima safra. “Pretendo plantar mil hectares de soja e colher 2,4 milhões de toneladas do grão. Para isso, invisto em tecnologia de precisão para garantir uma melhor safra e, se a chuva também contribuir, também ajudará”, almejou.

Expectativas de produção – 2017/2018

Segundo informações da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), a estimativa de produção de grãos para safra 2017/2018, no Tocantins, é de 4,6 milhões de toneladas. Na safra 2016/2017, foram produzidas aproximadamente 4,4 milhões de toneladas. Já a área plantada, foi de 1,34 milhão de hectares na safra anterior, podendo chegar a cerca de 1,5 milhões de hectares na próxima safra 2017/2018.

Compartilhe esta notícia