Notícias

Força-Tarefa dos Governadores debate produção agrícola e desmatamento na COP 23

13/11/2017 - Camila Mitye/Governo do Tocantins

Dois momentos importantes envolvendo a Força-Tarefa dos Governadores para o Clima e Floresta (GCF) ocorreram nesta segunda-feira, 13, dentro da programação da 23ª Conferência das Nações Unidas sobre Mudança Climática, a COP 23, realizada em Bonn, na Alemanha. Participaram, pelo Tocantins, o subsecretário da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh), Fabio Lelis, e o diretor de Instrumentos de Gestão Ambiental da pasta, Rubens Brito.

A primeira reunião teve o tema ligado à produção agrícola e ao desmatamento tropical. Representantes dos estados que integram o GCF debateram estratégias para diminuir o desmatamento e a degradação florestal, acelerando a recuperação da cobertura vegetal, em harmonia com a produção de alimentos. Tudo isso aliado à redução do desmatamento e das emissões de gases de efeito estufa, e à melhoria dos meios de subsistência para produtores locais e comunidades dependentes da floresta.

As florestas tropicais são conhecidas pela sua diversidade biológica e cultural. Elas também representam uma oportunidade importante de prevenir mudanças climáticas catastróficas, potencializando mais de um quarto das reduções de emissões de gases de efeito estufa (GEE) necessárias até 2030, pois contribuem diretamente para a estabilidade da circulação climática global através do balanço energético, segundo dados do GCF.

O outro momento, envolvendo a Força-Tarefa na Alemanha nesta segunda-feira, foi um painel que também contou com a presença de representantes de estados subnacionais. Na ocasião, foram realizadas perguntas sobre questões pontuais em relação ao projetos, resultados e desafios enfrentados pelos estados aos dirigentes presentes. O subsecretário Fabio Lelis representou o Governo do Tocantins na reunião.

Amazon Bonn

A COP 23 ocorre desde o dia 6 e segue até 17 de novembro. Nesta terça-feira, 14, ocorre o Amazon Bonn, no Museu de Bonn, considerado o Dia da Amazônia, no encontro internacional. O evento vai ser encabeçado pelos próprios governadores dos estados do bloco amazônico e será um espaço de articulação em defesa do desenvolvimento sustentável da Amazônia brasileira, sua biodiversidade, e ainda para mobilização de novos recursos de cooperação internacional, iniciativa privada e outros parceiros.

Na pauta levada pelo Tocantins, apresentada pelo governador Marcelo Miranda, estarão projetos desenvolvidos no Estado em prol da conservação de florestas, das mudanças do clima e do combate ao desmatamento.

Às 8h45, o governador participa de debate sobre a cooperação e o financiamento internacional para a proteção das florestas, enfrentamento da mudança do clima e promoção do desenvolvimento sustentável na Amazônia e as perspectivas de lideranças brasileiras e internacionais. Participam, além dos demais governadores da Amazônia Legal; o ministro do Meio Ambiente, José Sarney Filho; o governador do Pará, Simão Jatene; representando o Fórum de Governadores da Amazônia Legal; o ministro de Cooperação Econômica e Desenvolvimento da Alemanha – BMZ, Gerd Müller; o ministro do Meio Ambiente da Noruega, Vidar Helgesen; a ministra de Energia e Mudanças Climáticas do Reino Unido, Claire Perry; o diretor executivo do IPAM André Guimarães, representando a sociedade civil; e o cacique Raoni Kayapó representando os povos indígenas.

Compartilhe esta notícia